quarta-feira, 18 de abril de 2007

Agarra-me!


Agarra-me e beija-me de uma vez... Não percas tempo; deixa os jogos de lado, esquece-te das palavras, não procures as adequadas, não penses demais nem me deixes pensar...
Agarra-me, simplesmente, e beija-me os lábios...
Não te percas nos mundos das seduções perfeitas, não apalpes terrenos que eu não te deixo saberes como são estes que tentas conhecer devagarinho...
Faz assim: agarra-me e beija-me!
Não me dês tempo de me racionalizar, de te racionalizar... Não me deixes racionalizar nada porque eu sou capaz de me perder entretanto...
Simplesmente agarra-me... assim como quem agarra uma vontade maior e beija-me como se todo tu fosses vontade de saber o que é beijar-me!

7 comentários:

Bertha Pappenheim disse...

Olá Ana! Faz um tempo que leio o seu blog, mas nunca tive coragem de comentar. Ele é lindo, tudo o que tu escreves é lindo, sensível e me toca. Sou brasileira e achei o teu blog procurando no google fotos de praias, achei uma praia linda por aqui. Um abração, da tua fã Adriana.

poeta_poente disse...

adorei...

scbmf disse...

É isso mesmo! Amei!

Lilis disse...

UI... CALIENTE ;)

gostei muito...

beijos grandes e bom FDS!

CEMREMOS disse...

Fantástico!

gi disse...

Que fogosidade fantástica...:)

Cuca disse...

ah...! Quantos segredos se escondem na magia de um beijo...