terça-feira, 24 de abril de 2007

Abril, Abril...


Amanhã comemora-se o Dia da Liberdade em português e em Portugal e parece-me importante reflectir um pouco acerca disso!
Especialmente numa altura em que os movimentos de direita (a extrema!) parecem movimentar-se mais, habitam com maior frequência as páginas dos jornais e das notícias televisivas, e (até!) colocam cartazes nas ruas... Fazem-se ouvir e parece que há quem os ouça!
E não me deixa mais tranquila o facto de a Polícia Judiciária, com uma mega operação, tenha identificado e detido várias pessoas... Não me deixa mais tranquila porque esses grupos são extremamente organizados...
Tem graça... Antes da liberdade, dos cravos e dos capitães, as sociedades secretas eram aquelas que lutavam por valores maiores como as igualdades, os direitos, as opiniões... Hoje, estes grupos organizados de extrema direita lutam pelo contrário, mas parecem movimentar-se bem melhor que os resistentes ao regime do Estado novo se movimentavam na altura! Vale-lhes a liberdade...
Num altura, dizia eu, em que os movimentos de extrema direita se movimentam nitidamente (estão a ficar cada vez menos secretos!) e em que, num programa da televisão pública, Salazar foi eleito com uma valente maioria, como o maior português de sempre (quê?!), acho que, cada vez mais, se deve lembrar e fazer lembrar a liberdade e os valores que fizeram da revolução de Abril um marco fundamental e incontornável na nossa História.
Sei que a grande maioria dos jovens é desinteressada... Não votam, não querem saber... Os direitos de antena são oportunidade para fazer um "zappingzinho" pelos canais do cabo! E se este é o interesse em relação aos dias de hoje, que se poderá dizer do interesse que têm pelo que foram os dia de ontem! Eu, que desde pequenina sempre quis saber como era a vida dos meus pais, dos meus avós, de toda a gente antes de eu ter nascido, cedo percebi que alguma coisa esteve muito mal e que, a certa altura, algo maior veio mudar isso!

Sempre dei valor a Abril e preocupa-me, preocupa-me muito, que se esteja a esquecer a Revolução... Será que vão ficar só os cravos? É que isso é o que menos importa...

Imagem encontrada no Google sem referência ao autor

7 comentários:

Anónimo disse...

é verdade... fiquei super triste quando cheguei a Portugal e vi o cartaz de Lisboa. Nós que somos um povo de emigrantes, que somos conhecidos como povo acolhedor... a estes extremista eu desejo-lhes BOA VIAGEM pendejos!!
FELIZ 25 DE ABRIL
Hoje às 12 vou cantar para mim a vila morena
Lia

Anónimo disse...

25 D' ABRIL SEMPRE!

Anónimo disse...

em silencio assim fiquei quando li o teu texto sobre o 25 de Abril.
e porque muitos queresm passar um pano naquilo q foi o fascismo cabe nos a nós lutar para que nao que esquecam do que muitos conhecidos nosssos passaram.

ja agora deixo esta pagina da net para quem quiser visitar.http://maismemoria.org/mm/

vane

hugo disse...

Boa Noite! Em primeiro lugar, muito obrigado pelo teu comentário no nosso blog.

Em relação ao 25 de Abril, enquanto alguns de nós ainda se esforçam por lembrar o que foi e o que significa (mesmo sem o termos vivido), os nossos governantes parecem vir a promover um esforço para que o povo se esqueça, não sei se se recordam, mas tudo começou com aquele cartaz que dizia "Abril é Evolução", este ano houve a inauguração de um tunel em lisboa ao mesmo tempo que se dava o desfile do 25 de Abril!

Dada esta ignorancia pela história, bastante recente, não me espanta a indiferença demostrada em relação à recente ascenção de grupos fascistas, nazis ou como é aligeirado nos media, grupos de extrema direita (mas eu gosto de chamar as coisas pelos nomes!)

Já o Salazar dizia que um povo culto é ingovernavel. Eu digo que um povo culto será mais dificil de enganar e nada disto convém a quem nos "governa"!

Como dizia hoje o meu camarada de blog, e que eu concordo, o cerne da questão e que tem levado a esta amnésia colectiva está precisamente no nosso sistema educativo!

Mas conforta-me saber que alguns de nós, como já disse, que não vivemos aquele dia, mas que fazemos por não esquecer e até recordar a memórias mais fracas o que foi o 25 de Abril!

25 de Abril Sempre!!! Beijos e abraços! hc

passenger disse...

Acho que não devia, tornar o meu primeiro comentario uma critica, ainda para mais quando ainda não li nenhum dos teus textos com olhos de ler.
Mas no momento a paciencia não é muita, mas prometo que volterei com mais disponibilidade.

Para já digo só, que para mim que estou sempre a ouvir musica, o facto do player começar a tocar mal se abre a pagina, irrita-me um pouco.

Sim, eu sei, sou completamente egoista, lol, mas faz parte de mim.

Beijo e obrigado pelo comentario. volto em breve

Ana Fonseca disse...

A todos um obrigada pelos comentários!

Hugo: concordo quando dizes que o sistema educativo devia responsabilizar-se por esta questão... Esta e outras... Acho mesmo que é uma vergonha, a questão da Educação em Portugal! Num país em que se quer mostrar trabalho rápido, mexer na Educação e fazer o que deve ser feito, é coisa para ter efeitos em não menos de 20 anos! Para partidos políticos que só se preocupam com a duração de um mandato (dois no máximo) parece-me que a Educação não mostra os frutos imediatos que esses senhores querem dar a ver.. Então, não se mexe! Assim também ganham porque, como dizia o outro senhor e como tu referes "um povo culto é ingovernável!" Que disparate!
Obrigada pelo comentário!

Passenger: Acho o teu comentário muito estranho. O facto é que também me irrita solenemente que abras um blog e a música comece logo a tocar. Por isso mesmo, quando decidi pôr música no blog, decidi pôr essa opção em "false" e só quem quer ouvir a música a ouve tendo, para isso, que clicar no play... Muito estranho que isso não aconteça no teu computador, porque acontece nos outros todos! :)
Fora isso, muito obrigada pela visita e volta quando quiseres... "Enquanto quiseres és bem vindo, ao meu castelo..."

João Barbosa disse...

:-)