sexta-feira, 27 de outubro de 2006

Respiramos


Respiras a tempos diferentes dos meus, e até acho que respiras mais depressa... Tenho a certeza que sim!
Não sei se é bom ou mal sinal, o facto de não acertarmos os compassos das nossas respirações, mas é intenso, como se fizéssemos das nossas repirações instrumentos e dali se ouvisse uma música só nossa e em que completamos os nossos respirares com os respirares um do outro!
Bonita... Tão bonita, a melodia!
Quando estou deitada ao teu lado e sinto o teu corpo colado ao meu, sinto as diferenças... o meu respira mais devagar! Já o teu é de um respirar que não pára! Gosto dessa tua pressa! Ainda bem que respiras com esse ritmo e me avassalas enquanto respiras assim... Até quando descansas!

3 comentários:

Tânia Pereira disse...

Pois tivemos esta conversa, pois sei o que fazes para acompanhar e como é quando não se consegue...até nos rimos naquela madrugada a seguir ao trabalho e na qual até ganhamos um pastel de bacalhau cada uma (à borla!).
Percebo tudo mas preferia a imagem do contrabaixo!!
Fica bem, respira.

Anónimo disse...

...que fazes pa acompanhar então!??!
e a melodia??é assim tão bela?pois eu tenho uma leve impressão que as respiraçoes devem ser conjuntas, pois se não a musica não será boa...é desfazada!!
mas isso tambem é coisa que se obtem com algum tempo...e á vontade, e até quem sabe ..os compassos deixam de valer...
a musica na precisa disso

Ana Fonseca disse...

Quem és tu, anónimo?