quarta-feira, 23 de agosto de 2006

Se eu fosse um lugar no mundo...


Se eu fosse um lugar no mundo seria uma praia deserta e deixava lá entrar só uma ou duas pessoas de cada vez...
Uma, se viesse sozinha; duas se viessem uma com a outra...
Deixava lá entrar quem precisasse chorar e sugava-lhe as lágrimas tristes pelos meus grãos de areia... Quem precisasse pensar ou decidir e soprava-lhes as decisões com as minhas brisas; quem precisasse gritar e levava longe os gritos com os meus ventos...
Abria a porta aos casais que se amam e oferecia-lhe uma cama de finas areias brancas e outra de espuma branca das ondas, para que escolhessem a que mais gostam... deixava que se amassem e depois, só para lhes embalar o sono, ensaiava um concerto com as melodias do meu mar imenso e com o canto das sereias a quem pediria que viessem...
Se eu fosse um lugar no mundo seria assim... uma praia deserta!

3 comentários:

João Barbosa disse...

:-)

duck disse...

Saudações...

Vou deixar aqui umas pegadas...tenho saudades de sentir areia entre os dedos e moro aqui mesmo ao lado da praia... :) Já agora se não for pedir muito o canto da sereia é com batida reggae por trás... :)


Jah bless...

_\|/_

Nuno Martins disse...

eu acho que ia sozinho, mas não me podia ir divertir para essa praia deserta?!?é só para tristezas ou para aqueles que se amam?!?
Também concordo com o duck em relação à musica reggae.eheh

mil beijos