terça-feira, 29 de maio de 2007

Sei lá o quê


Hoje notei-te um 'Sei lá o Quê' que nunca antes te tinha reparado... Uma coisa qualquer que me veio colada a um suspiro que não dei, para poder disfarçar este sei lá o quê que senti vertiginosamente.

Já te olhei muitas vezes... Todas as que também olhavas para mim e fomos isso mesmo, um olhar para os lados de fora um do outro. Mas hoje, que me apareceste sem aviso, notei-te um sei lá o quê que, se tivesse notado antes, talvez pudesse mudar esta história que vivemos do lado de fora de nós.

Tive uma secreta vontade de te descobrir melhor... Quase te convidei para jantar, quase te convidei para mais uns beijos, mas estes entre mais palavras (as que nunca dissemos sobre quem somos nos lados de dentro).

Esse sei lá o quê que te notei hoje fez-me apetecer-te... Quase te convidei para jantar, quase te pedi um abraço, quase te dei um beijo... quase te disse que te notei sei lá o quê que nunca tinha notado!

Voltas?! Talvez na próxima te convide, te peça, te dê... talvez na próxima te diga...

Imagem encontrada no Google sem referência ao autor

20 comentários:

Anónimo disse...

Vou tentar passar "lá" amanhâ.
Para que me digas tudo o que não queres dizer, e ouvires da boca que te deseja, o desejo que em ti encerras.
Soltar amarras á minha lingua, num enibriante manejar da timidez.
E fazer de conta, que "lá" existe.

Tânia Pereira disse...

Bem Ana Fonseca...eu não sei quem é o anónimo mas adorava que fosse o destinatário do lindo texto que escreveste. SE não for, ainda assim teve muito bem nesta resposta.
O texto é lindo...

Lia disse...

Esse sei lá o quê.... é esse sei lá quem que estou a pensar???

Ana Fonseca disse...

Pois, meninas, também não sei quem é o Anónino... Mas lá que fiquei curiosa... Lá isso fiquei! :D

Anónimo: Pergunto-me quem serás?

Ana Fonseca disse...

Ainda me pergunto quem serás...

João Barbosa disse...

...

Lia disse...

lol... eu n fui!!!

Anónimo disse...

Perdoa-me se não sou capaz...
Perdoa-me estes laivos de loucura que me rasgam a alma, transcritos em palvras que não irás ouvir.
Perdoa-me se soletro o contorno do teu rosto e recuso escrevê-lo, se ao escrevê-lo, o apelo, meu amor denunciaria.

Nuno Martins disse...

eu nao fui, mas mais daqui a pouco vou-te fazer uma visita...
Com um pouco de sorte ainda apanho lá o anónimo(que também não sei quem é!) e meto isso tudo em ordem!!!

mil beijos

Tânia Pereira disse...

Já sei quem é!!!
Anónimo:só para que saibas que eu sei quem tu és! ehehehe...sei sei!

Ana Fonseca disse...

Tânia: como é que sabes? ...

Ana Fonseca disse...

Bem... Que dizer?... Continuo curiosa...

Patasso disse...

Afinal...
Talvez ele seja tímido... Talvez seja feio fisicamente... Talvez não goste assim tanto de tí... Talvez seja só uma brincadeira... Talvez... Talvez... Talvez...
Bem a mim não me parece que seja uma brincadeira. Por isso mesmo, não metamos o bedelho onde não somos chamados. Este assunto é entre a Ana e o Anónimo...
Jokas ***

Eletrocutada disse...

talvez um dia o mundo seja melhor, talvez um dia o planeta exploda, talvez um dia um raio caia na minha cabeça e eu acorde para a vida, talvez um dia, talvez um dia.....até lá já terei morrido do choque. Mas talvez quem sabe algum dia o raio não caia na minha cabeça. Perdoe-me a franqueza mas talvez um dia ele caia não é mesmo?

Zé (do Boné) disse...

Muito profundo...como não to a par do enredo não vou arriscar um comentário. Só passei aqui pra (finalmente)ver a tua praia e deixar um beijinho. Até à próxima!

Tânia Pereira disse...

Olha o zé (do boné)!! e que enredo! UI! Se souberes quem é o anónimo é favor entrar em contacto com a TVI e/ou com a SIC!Ou com a Ana Fonseca que está morta por saber quem é!!

Ana Fonseca disse...

Zéééééééééééééééééé!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Que bom ver-te por cá! Obrigada pela visita! (tava a ver que não aparecias pela praia...)

Electrocutada: Pois... Olha, espero que não te caia nada na cabeça... Ainda te magoavas...

Anónimo: que silêncio...

Anónimo disse...

Pois... aquela "aluada" assustou-me!

Tânia Pereira disse...

Quem?? Assustou-se? Faça o favor de amanhã fazer uma visita à menina Ana Fonseca que ela merece uma visita sua! Pessoalmente e não apenas internéticas!

Bruno Santos disse...

às vezes temos de avançar com a coragem na ponta dos dedos das mãos e dos pés para transformar os "sei lá o quê" em "o quê lá sei".

ps obrigado pela/s tua/s visita/s
posta sempre