segunda-feira, 26 de março de 2007

Tão longe, o Longe


Poderia fugir até qualquer sítio onde o longe se perdesse... até um país longínquo onde se sinta diferente, se pense diferente, se veja diferente... Continuaria a ser eu a ver, a pensar e a sentir desta maneira que conheces!
Poderia correr até não haver nem mais forças, nem mais mundo para me passar debaixo dos pés fatigados!
Poderia apanhar um avião, um autocarro, um comboio e sair na última de todas as paragens que existem, lá do outro lado do mundo, onde o longe já não é longe... perde-se!
Nunca seria Longe; nunca suficientemente longe.
Subiria à mais alta montanha, desceria à mais baixa caverna, mergulharia no mais profundo de todos os mares e nunca seria longe o suficiente para te encontrar!
És o mais longe de tudo o que existe... Só porque estás aqui ao lado, mas tão longe como o sítio onde o Longe se perde por não existir...
És o meu Longe e, a ti, não chego por mais que corra!

Imagem encontrada no Google sem referência ao autor

7 comentários:

Lilis disse...

Fantástico o teu espaço... não sei como é que ainda não o tinha descoberto... mil perdões e mea culpa tb... eheheh

Gostei... voltarei!

Beijinhos

até logo!

Ana Fonseca disse...

Muito obrigada! :)
Bem... Aparece quando quisere! Esta praia nasceu deserta mas é para povoar-se de gente e encher-se de pegadas! :)
Beijinhos

belo disse...

por vezes a distância somos nós que a criamos ou nos perdemos na ilusão da sua exitência. com cuidado com o que é.

.*.Magia.*. disse...

Solidão Acompanhada
Ou Companhia Solitária?

Só...com alaguém ao lado, ou
Acompanhadamente só...

Gostei deste teu texto...
Por mais que fujamos...não deixaremos de ser nós, não deixaremos de pertencer à nossa realidade...
No entanto, vale a pena o sonho!
Sempre!

poeta_poente disse...

já conhecia na pele o acompanhadamente só. Recentemente descobri o completemente só...
Restam os amigos, esses sim fazem magia!

João Barbosa disse...

inalcansável?

U_Viz disse...

Tenho sido um visitante do teu blog bastante silencioso nos ultimos tempos, mtas vezes pq acabo por comentar ctg numa outra situaçao os teus textos, mas este está tão bom, mas tão bom que eu tinha de deixar aqui um comentário, embora que mt paupérrimo perto do teu texto... ou mesmo longe da qualidade da tua escrita...
Beijinhos Mana *