sábado, 14 de outubro de 2006

Dia de sorte


Parece que o dia dos azares passou por mim trazendo sorrisos e palavras bonitas! O dia dos azares, sempre só foi de azar para quem não voa, nem sabe voar! Para mim, foi de sorte e de sorrisos e o meu dia dos azares, que foi ontem, revelou-se lindo de morrer! Cheio de borboletas voadoras e saltitantes!
Cheio de cócegas nos cantos da boca e sorrisos sem sentido, pelo menos para quem olhava para mim sem perceber o que me acontecera de tão feliz no dia dos azares!
Voei... Ando a voar e em voos altos, sem medo que o Sol me derreta as asas e me me faça cair por terra... ando a voar lá em cima, sem saber bem onde o 'lá em cima' é, mas com asas cheias, fartas e fofas que não perco, porque são minhas e de mais ninguém! Não sei já para que me servem os pés... Não os uso, porque me chegam as asas!
Encontrei outra gente feliz nos meus voos... passeavam felizes em dia de azares... Haverá melhor sorte que esta?!

8 comentários:

alfacinha disse...

olha, olha... o cúpido tb anda a fazer das suas aí por essas bandas?
q bom ;)

Tânia Pereira disse...

Minha querida companheira de dias de sortes...nem era preciso teres-me "alertado" para o facto de ser eu a "outra gente feliz nos meus [teus] voos"...eu iria acusar-me de imediato!!!
Ainda bem que também isto podemos partilhar de sorriso e em amizade!
Beijoca

Luisa Fonseca disse...

Voa. Continua usando essas asas que, modestia à parte, me atrevo a dizer, te ensinei a criar. Sei que cada vez elas te levarão para mais longe, mas não importa, se com elas chegares ao reino da felicidade.
Um beijinho grande

Victor Silva disse...

Que a sorte te acompanhe o resto da tua vida e te proporcione voos cheios de prazer e satisfação. Usa as tuas asas sem receios e sempre que quiseres, mas de tempos a tempos dá uns passeios a pé. É bom sentir a areia da praia nos nossos pés descalços e apercebermo-nos que, apesar dos nossos altos voos, sentimo-nos mais seguros aqui em baixo na terra.

Ana Fonseca disse...

Alfacinha: Esse malandro! :P

Tânia: Sim, é bom partilhar sorrisos, n é?! Principalmente com pessoas especiais, como tu és!

Mãe: Vou continuar, vou! A voar como me ensinaste! :) Beijinhos para ti!

Victor: Os teus comentários são sempre lindos! Tens razão... Ter os pés na terrra, também faz falta... Voltarei a pô-los no chão! Mas agora ainda não me apetece, está bem? ;)
Beijinhos enormes para ti

João Barbosa disse...

hoje estou de plantar sorrisos :-) pega mais um :-)

Quarto do Tempo disse...

Essa praia não está nem nunca esteve deserta, está muito bem "cheia" escrita de ti.
Gostei muito Ana.

Ana Fonseca disse...

João: Muito obrigada! Sorrisos são sempre boas sementes de se plantar! Beijinhos para ti!

Paulo Sousa: Obrigada pelos elogios e pela visita! Sê bem vindo!