quinta-feira, 8 de junho de 2006

Sou de paixões


Sou de paixões! Vivo as que arrebatam e fazem voar... As que fazem sonhar com mais; as que pedem muito, as que pedem tudo!
Não consigo gostar de estar calma cá dentro! Detesto estar demasiado calma cá dentro! Não me queixo quando não sei como vai ser o amanhã ou como vou estar: se em dia de risos ou de choros... Gosto é de andar por aí apaixonada e ver que há verões durante o Inverno!
Não gosto que me digam para ter calma! Não gosto porque não tenho nem quero ter! A minha velocidade é outra e marca-se por um conta-quilómetros que vive de batidas cardíacas!
Não gosto que me digam para ter cuidado... Nunca tenho cuidado quando me dizem para tê-lo! Porque eu ando assim, ao meu ritmo que é o que gosto e que conheço... sem medos! Ou melhor, com todos os medos do mundo, mas de peito aberto para enfrentá-los!
Sou assim e gosto... E sou de paixões! Ando à velocidade desse conta-quilómetros que me bate cá dentro!

4 comentários:

Montenegro disse...

Este texto parece ser um seguimento lógico da nossa conversa de ontem.

A minha velocidade é outra e marca-se por um conta-quilómetros que vive de batidas cardíacas!
Adorei esta frase. Atenção às curvas apertadas. ;)

Bjs.

João Barbosa disse...

Cuidado: é Verão! As palpitações andam aí à solta... ;-) ai o Verão e o amor!...

Tânia Pereira disse...

Como se fosse eu a escrevê-lo. Não fui mas sinto-o como (também )um pouco de mim. Gostei..

Betty Branco Martins disse...

Olá Ana

PARABÉNS!

Este texto tem um ritmo alucinante - BRILHANTE!

"Sou assim e gosto"...

Beijinhos

Bom fim de semana