sábado, 17 de junho de 2006

Meninas de hoje


Vejo-as andar por aí à espera de amor e de braços que as segurem... São meninas ainda e acreditam mais na procura que no encontro! Vestem-se bem e põem-se bonitas! Pintam os olhos, os lábios, as faces e saem para a noite, na esperança que a noite lhes antecipe qualquer história que dure uma vida! Acreditam mais no destino que no acaso, procuram com os olhos quem lhes agrade e tentam a sua sorte! Que sorte será, não sabem...
São ainda tão novas, essas meninas! Bonecas pintadas de mulheres...
Saem à procura não sabem de quê e, quando encontram quem lhes parece perfeito, vão para casa a sonhar com um beijo ou um abraço, se esse beijo ou esse abraço não aconteceu pela noite! Têm uma ideia perfeita de perfeição e enganam-se a toda a hora! Acabam a chorar nos ombros umas das outras, nas casas de banho dos bares e discotecas onde esperavam encontrar quem as amasse... Cheias de pressa de amar, essas meninas! Mas ainda tão pequeninas e já feitas tão mulheres!
Às vezes apetece-me avisá-las... Dizer-lhes que as procuras pelo amor nunca nos levam a ele... Apetece-me dizer-lhes que o encontramos quando não procuramos nada nem ninguém! Mas paro-me! Aprenderão sozinhas como eu aprendi... Surge sem aviso, o amor! Mesmo que elas não usem a sua melhor roupa, e estejam de cara lavada!

7 comentários:

João Barbosa disse...

As meninas, em todas as gerações, esperam príncipes encantados. Depois estampam-se contra a realidade.
Elas fazem patifarias idênticas.

ismael disse...

Estas pitas dos dias de hoje, são muito limitadas no meu entender, porquê querer crescer tão rapido, se daqui uns anos já estão a fazer plásticas para parecerem mais novas, vivam os dias com a idade que têm e deixem-se de querer ser aquilo que não são.
tomara a mim ter agora 18 anitos, isso é que era.
Vivam os verdes anos na idade da inocência.

Tânia Pereira disse...

Vcês são os dois...Homens.
Tirando a maquilhagem, o estarem todas bonitas e o choro nos ombros umas das outras, aqui também sou eu. E sem vergonha nenhuma...assumo-me assim. 'Tá bem, mais inteligente mas com a mesma ânsia de ser amada e de descobrir uma coisa que sei que vem ter comigo à sua velocidade. DEpois estampo-me contra o vidro da realidade, acordo sem saber como nem porquê e tenho o Ismael ao meu lado!!! Querias, querias. EStás para aí a falar quando tu és o primeiro a tirar as medidas e a curtir as meninas feitas mulheres que vão lá ao Bar...hipócrita!
Voltando ao texto, gostei do "toque " dado ao assunto...ainda que me reveja em quase tudo. A falta de amor familiar conduz à busca de outros amores com outras faces noutros contextos.
Tenho dito.

OeuManusDei disse...

meninas, meninos...ja nao sao só elas, acho q andam todos com pressa a mais, felizmente para alguns as coisas acabam por nao correr tao mal qto isso...

mas por mim, sejam meninas ou mulheres...têm o mm direito a procurar o "principe encantado" eu por mim, ja me decidi a ficar no meu cantinho, sem pressa...

e qdo alguma menina me cai no colo, fiko contente ;) sim pq mulheres feitas, sao poucas mto poucas, nao interessa a idd :\

Victor Silva disse...

Meninas ou mulheres, meninos ou homens... Numa altura em que toda a gente quer viver a vida depressa é normal que as pessoas procurem a felicidade. No meu ver é a falta de tempo livre que faz com que toda a gente tenha pressa de encontrar esse amor. Também acho que o amor chega quando tem que chegar. Quanto às meninas artificiais e aos meninos armados em "bad boys", estou convencido que isso passa com o tempo, e lembrem-se que também já fomos assim. O amor é uma questão de química, compatibilidade, empatia, beleza aos olhos de quem vê, etc... A vida é um percurso de aprendizagem e, com os amores e desamores, também aprendemos!

ismael disse...

Ó tania achas que sim?!?!?
Depois de saber que sonhas comigo, tinhas logo de descambar com essa afirmação de eu "curtir as meninas feitas mulheres" Eu???? não sou nenhum "pitófilo".
E é verdade assumo... gosto de Mulheres.

Anónimo disse...

Não serás tu uma dessas meninas?...