quarta-feira, 10 de maio de 2006

Eu e o meu irmão

Eu e o meu irmão somos tão diferentes! Eu gosto de falar muito e ele gosta de estar calado... Não que ele não tenha nada para dizer; e não que eu não tenha nada para calar... Somos assim... diferentes!! Eu adoro o meu irmão e o meu irmão adora-me a mim! Falamos um com o outro, não sempre, mas muitas vezes... Ele fala menos que eu, mas ainda assim sabe o que dizer... Eu falo mais que ele e, às vezes, só digo disparates! Ele ri-se comigo e dos meus disparates!
Somos diferentes mas se eu pudesse escolher um irmão escolhia-o a ele! Gosto dele assim como ele é... mesmo sendo ele assim, tão diferente de mim!

2 comentários:

Shiva disse...

Como te compreeendo!
Devia ser obrigatório ter irmãos (coisa que várias gerações de Chineses não vão saber o que é, já imaginaste?).
Não porque eles são uma continuação de nós mas porque se aprende a amar a diferença. E é a ligação mais forte que existe antes de existirem filhos (esses roubam tudo...).
Beijos, para ti e para o teu mano.
:)

João Barbosa disse...

texto ternurento!