sábado, 12 de janeiro de 2008

O Sol para mim


Pronto... Bastou ires embora para voltarem os dias cinzentos e a chuva da qual não gosto! Quando estavas de chegada avisaste-me que me trarias, de presente, o Sol. A minha primeira reacção, depois do sorriso inicial, foi não acreditar que andasses com o sol nas malas de viagem.. Mas a verdade é que quando chegaste o céu vestiu o seu mais vistoso tom de azul claro e o sol passeou-se nele durante todos os dias...
Cumpriste a promessa de me trazer o Sol e eu, ao vê-lo a brilhar no céu azul claro, clarinho, percebi que, afinal, sempre tinha acreditado que o trouxesses...
Não tive mais solução depois disso... Quem me traz assim o Sol de presente só pode ficar comigo presa... Eu gosto tanto do Sol... E voava, se pudesse, até ao sítio onde ele se passeia num céu azul clarinho... Ía ter contigo... Porque é onde estás que ele brilha e onde quer que vás trazes sempre o seu brilho dentro das malas de viagem...

5 comentários:

barrigagolfinho disse...

Já te disse que gosto quando escreves enebriada por esse sentimento?... Acho que sim, mas pronto fica aqui só para o caso de teres comido muito queijo entretanto. Ou para o caso de simplesmente teres deixado de ouvir grande parte do que as pessoas dizem. O que me parece bastante natural, obviamente! ;p
Beijo e deixa-te estar assim... feliz, que bem mereces. :)

poeta_poente disse...

lindo... a beleza na simplicidade com que escreves! E o que levas tu sempre na mala? sempre que vais em busca do sol? Um sorriso de certeza e também de certeza não menos luminoso.

Pedro V. disse...

http://www.youtube.com/watch?v=aAcjW2O9F88&feature=related

João Barbosa disse...

eheheheheh ;-)

Pedro V. disse...

E porque o lado científico dos fenómenos da vida também é importante, pois tem um papel inestimável na explicação das mais profundas questões humanas. Aqui deixo um momento do mais alto nível educativo e que nos responde à Grande Pergunta:

"Porque brilha o Sol?"

http://www.youtube.com/watch?v=Oyz7e8iQ6Uo&feature=related