sexta-feira, 19 de outubro de 2007

Eu, Eva


Sempre tive muito de Eva em mim.
Corro o risco de cair no lugar-comum e afirmo em tom de conversa séria: Apetecem-me sempre os frutos que me estão proibidos.
É uma luta que me dá trabalho, me cansa e, muitas vezes, me entristece mas a verdade é esta: a simplicidade das coisas não me seduz nem um pouquinho.

No entanto, as dificuldades puxam-me como um íman e arrastam-me para dentro de histórias das quais quero sempre sair, mas que fiz tudo para lá entrar.

Corro o risco do lugar-comum porque o assumo como meu. Sempre tive muito de Eva e o mundo todo não me chega porque eu quero o mundo todo e a maçã também.

Imagem de Fátima Vargas

12 comentários:

Pedro V. disse...

Tekno Love Song ( Live )_ Cocorosie

I fell in love with a bad bad man
Every since I met him
I've been sad sad sad
June faded in the bloom
The september moon waned and gloomed
Your perfume haunted me
Long after I saw
The swing
Of heaven's gate
Opening toward me

Luxurious in your arms
Your smile
Is a cool sun in the dark
Misery rejoices when you near
And fever,
No sound of sickness keeps me burning down in my heart
Winter melts, she shys away
Quiet, like the silence a dying star makes
I'm a jailbird to your music, a criminal in your prayers
I watch you when you sleep, even when you're not there

Leu mas... disse...

e a serpente???
;)

Ana Fonseca disse...

Leu mas: não preciso de quem me tente! As maças, só por elas, já são tentadoras o suficiente... E não lhes resisto! :) ehehehhe

Cata disse...

..."a simplicidade das coisas não me seduz nem um pouquinho"... a mim seduzem-me tanto, mas ao mesmo tempo só me deixo conquistar pelas difíceis...

barrigagolfinho disse...

Isso da simplicidade é para evitar que se vá ali num instante comprar um Kilo de maças. Certo?? :p

Tânia Pereira disse...

Pronto...gostei muito do texto e vinha com um comentário todo catita e de repente...puft!
Desapareceram as palavras e tudo o resto porque fiquei a rir do samuel e do "ignoro"...muito boas observações e vinha eu paa aqui com filosofias e sentimentalidades. Vinha eu para aqui com comparações (nem sequer metáforas) entre as simbologias de que falas...enfim, vou reler o texto e depois os comentários para me rir mais um pouco! lol!

Alias disse...

Deixa-te seduzir por aquilo que é simples.Não é fácil, mas sabe tão bem saborear a simplicidade das coisas.
"The devil is in the details"
Bjs

[[cleo]] disse...

Pois eu gosto da simplicidade das coisas...
Mas o teu texto agradou-me muito e a música também!!

Beijo

Pedro V. disse...

Creio que a simplicidade de que autora do post "fala" não é uma referencia às coisas em sí, mas à acessibilidade das mesmas.

Ana Fonseca disse...

Exactamente, Pedro. Aqui vou ter que subscrever a Cata. A simplicidade das coisas (em si) seduz-me mas não me conquistam. Só as que são de difícil acesso, com caminhos estreitos cheios de curvas e contra-curvas exercem um fascínio e são os que me conquistam.

Beijinhos a todos e obrigada pelos comentários

DRACULEA Café Bar - The Devil's Den disse...

"Sempre tive muito de Eva e o mundo todo não me chega porque eu quero o mundo todo e a maçã também"... Bonito...

Luis Eme disse...

Olá "Eva"...

vim ver-te e gostei...

escreves sobre ti, com leveza, sem complexidades...