domingo, 23 de julho de 2006

Obrigada


Hoje mandaram-me "um bocadinho de sol, areia, água salgada e vento"! E eu, que estava num sítio de onde não podia sair (e bem que me apetecia ir à praia!), recebi aqueles bocadinhos do que me apetecia com alegria e gratidão...
O bocadinho de Sol guardei-o na pele e senti-me esticada na minha toalha amarela, que é da cor que se costuma pintar o Sol nos desenhos infantis!
Juntei o bocadinho de areia com o de vento, e senti que caminhava, com areia nos pés e o vento no corpo a amaciar-me o passeio... Guardei-os também...
A água salgada... fiquei sem saber que fazer com ela... Até que decidi fechar os olhos e sentir-me toda no mar...
Fiquei mais fresca e mais feliz, mesmo estando num sítio de onde não podia sair (e me apetecesse tanto ir à praia!)...
Guardei aqueles bocadinhos todos! Obrigada!

7 comentários:

Lia disse...

Não há nada como uma boa alvorada... tens logo vontade de ir até à praia.
Que bichinho anda por esses lugares...?

João Barbosa disse...

obrigado por te conhecer. ainda que seja apenas um conhecer por palavras. beijinho

alfacinha disse...

q texto lindo :)

Anónimo disse...

Tão lindo filha!
É maravilhoso quando conseguimos rebentar as amarras, galgar o betão e voar até onde os nossos sonhos nos levam. É mágico. Por vezes também o consigo, não tantas como o desejava, pois a certa altura surge o "tal elástico" de que falaste num texto anterior, e acabo por voltar onde não queria estar. Continua e sonhar e sê muito feliz.
Beijinhos.

ismael disse...

Não há nada como um passeio nas areias ou um bom mergulho nas aguas... desta praia deserta.

Tânia Pereira disse...

Sei quem é o anónimo...e tu???
Quanto ao texto, sim senhora, podes guardar e agradecer porque sabes que quem deu foi de coração e poético ainda por cima. Guarda e usa essa imaginação sempre!!!

Sílvia Antunes disse...

que bonito. :)